quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Compaixão



Compaixão

Diferente de sentir pena, a compaixão leva a todos para um lugar melhor.

Quem a sente aprende a se colocar no lugar do outro que sofre, sem passar pela experiência direta da dor. Tremenda vantagem. 

Quem recebe não se sente inferiorizado e sim amado, confortado e amparado. Isso faz toda a diferença quando se está em apuros...

O ser compassivo não se acomoda na pena; ele age, ajuda. Não filosofa, se mobiliza de pronto. Por saber que existe ordem no caos aparente, ele não julga, não procura culpados, nem executa. 

A compaixão nasce de um profundo entendimento da realidade da natureza: de que estamos todos entrelaçados quanticamente e de que tudo o que passamos são experiências que nossas almas precisam agora para dar mais um salto. Tudo certo. 

Por isso, ela é virtude dos sábios.

A compaixão é visceral, nunca intelectual. Por essa razão vemos sinais de sua presença também em macacos, golfinhos e nos corvos. Isso é o que apontam os estudos, mas cá entre nós, quem nunca presenciou no próprio cãozinho essa pitada de santidade?

O compassivo faz porque sente a conexão com o outro. Ajuda e se alegra com isso. No fundo percebe que quem mais ganha é ele próprio. Mais um bônus da generosa vida.

E o mais incrível: a compaixão não escolhe a quem se dar. Se sente igualmente pelo bondoso e pelo bandido. Talvez até um pouco mais pelo bandido, pois em sua visão privilegiada , percebe que ele é quem mais precisa de Luz naquele momento.

Por isso, pela ótica da compaixão, não faz sentido discutir nas mídias sociais sobre quem merece nossas orações. O mundo todo as merece. Orações e ações.

Exercer no cotidiano nossa capacidade de conexão com o outro é, a meu ver, a verdadeira religiosidade.

11 comentários:

  1. Respondeu ao meu questionamento Dra Mabel. Sou imensamente grata.

    ResponderExcluir
  2. Gostei imensamente de compreender o que significa Compaixão. Obrigada.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A compaixão é visceral, nunca intelectual. "
      Essa característica é muito importante.
      Gratidão!

      Excluir
    2. "A compaixão é visceral, nunca intelectual. "
      Essa característica é muito importante.
      Gratidão!

      Excluir
  4. A compaixão visceral. Essa característica é muito importante.
    Gratidão!

    ResponderExcluir