terça-feira, 15 de setembro de 2015

Onde está seu pensamento?



Onde está seu pensamento?

A ansiedade é um mecanismo de defesa da mente que se manifesta como um sentimento incômodo em relação ao futuro. Ela aponta para uma situação que tem o potencial de causar medo como, por exemplo, realizar uma prova, passar por uma entrevista de emprego ou falar em público. Neste aspecto é algo positivo, pois permite que a pessoa se prepare com antecedência para tais ocasiões. 

Por outro lado, a ansiedade pode caracterizar uma doença quando se torna intensa e duradoura, atrapalhando as atividades normais do cotidiano. Nestes casos é acompanhada de sintomas psíquicos (preocupação com as mínimas coisas, medo exagerado e inquietação excessiva) e físicos (dor de cabeça, falta de ar, dores no peito, palpitações, insônia e suor excessivo). 

O ritmo de vida moderno com as inúmeras atividades diárias, a luta contra o relógio e o excesso de informação trazida pelos meios eletrônicos estão entre os fatores agravantes desta verdadeira epidemia que atinge adultos e crianças, indiscriminadamente.

Contudo, devemos atentar para aspectos mais profundos da questão. A causa real da ansiedade é o hábito mental de não permanecer no agora.

Onde está seu pensamento agora, enquanto lê este texto? Está nas palavras ou já numa crítica ao que lê? Já começou a pensar no que vai fazer daqui a pouco? No final de semana? Nas próximas férias? Preste atenção como uma simples leitura pode levar sua atenção para outros lugares. Quantas pessoas nem chegarão a ler até o final de tanta ansiedade por novos conteúdos nas redes sociais?

Quando a mente vive no passado, que é uma memória, ou no futuro, que não passa de uma projeção do agora, perde-se energia vital e o poder pessoal.

Lembre: nada acontece fora do agora. Só no momento presente é possível mudar algo. Podemos alterar o passado, dando (agora) um novo significado a ele. Podemos criar um belo futuro se nossa consciência estiver o tempo todo atenta ao que é (agora). O próprio futuro, no qual erroneamente colocamos todas as nossas fichas, chegará vestido de agora. E como vamos reconhecê-lo e desfrutá-lo se nunca estamos no presente? 

A melhor maneira de acessar o presente é a meditação, uma técnica para acalmar os pensamentos. No início é preciso disciplina, pois a mente se recusa a perder o controle. Dez minutos sentados, sem fazer nada, pode ser uma tortura para algumas pessoas. E são essas as que mais precisam parar.

É importante entender que a meditação não é mais uma coisa para se fazer durante o dia. Pelo contrário, é um período reservado para apenas existir, sem fazer ou buscar nada. Se não paramos, a vida nos para através de uma doença limitante. A vida, em sua infinita inteligência, usa de todos os recursos para que voltemos aos trilhos do ser.

Depois de algum tempo, a meditação passa a ser um modo de ser e estar no mundo. Tornamos-nos atentos, criativos e até mais produtivos, já que o estado meditativo é a ponte que nos une à nossa parte mais sábia e à Fonte de toda saúde, abundância e criatividade. Deixamos de ser zumbis fazendo coisas, para nos tornamos realmente vivos.

3 comentários:

  1. Obrigada por esse ensinamento! você é uma bênção nesse mundo difícil!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Perfeito, muito bommm, grata sempre por suas sabias palavras!

    ResponderExcluir